Cabo Polonio
few clouds
22 ° C
22 °
22 °
94%
3.6kmh
24%
Tue
29 °
Wed
33 °
Thu
33 °
Fri
28 °
Sat
26 °

Cabo Polonio
Hippie vilarejo no Uruguai



 

O

destino era o vilarejo de Cabo Polonio, porém como havíamos alugado um carro em La Paloma, a rota ficou por nossa conta, com isso aproveitamos do dia para visitar também outras praias e ”cidades” que estavam no caminho que forram La Pedrera e Valizas.

 

– La Pedrera

la-pedrera-cabo-polonio
Mirante de La Pedrera – Crédito Claudia B.

Assim que saímos de La Paloma, antes de seguir para Cabo Polonio, o primeiro balneário que avistamos foi La Pedrera, uma pequena vila  muito amistosa no litoral uruguaio. A rua principal é repleta de bares, restaurantes e lojas de artesanato – que faz lembrar muito a praia de Pipa no Rio Grande do Norte, ao fim dessa mesma rua, podemos avistar um mirante que proporciona um visual deslumbrante da costa.

As praias de La Pedrera são muito procuradas por surfistas por conta de suas ondas agressivas, mas o local também é famoso por seu carnaval de rua, apontado por muitos como um dos melhores do Uruguai.

Como opção de hospedagem, indicamos o El Viajero, conhecida por ser a maior rede de hostels do país.


Veja mais

hospedagem barata em La Pedrera

Lembre-se, sempre filtre sua busca. Fique de olho nas promoções e
cancelamento grátis. Não deixe passar, reserve!


 

A verdade é que passamos pouco tempo na cidade, se levarmos em conta o que ela pode oferecer, e apesar do gostinho de “quero ficar mais” que La Pedrera deixou, seguimos em frente, porque a lista de lugares para visitar era grande, como o Parque Nacional de Cabo Polonio, que destacaremos mais adiante.

Vale saber

–  Garçon espera que você deixe 10% de gorjeta
– Taxa para sacar dinheiro nos ATM: 100 pesos

– Gasolina é cara como no Brasil

la-pedrera-cabo-polonio
La Pedrera – crédito: Lucas CN.

 

– Valizas

valizas-uruguai
La Pedrera / Valizas – crédito: Claudia B.

Conhecemos Valizas por indicação do pessoal do La Balconada Hostel, em La Paloma. E que dica nos deram! Valeu muito a pena visitar esse lugar.

Para chegar ao local, na estrada atravessamos uma daquelas pontes estreitas onde só se passa um de cada vez, no esquema: primeiro você, depois eu. Tudo na base do respeito.

Após a ponte, nos deparamos com uma estrada de terra à direita que nos levou diretamente para a vila de Valizas, lugar bem pequeno com uma praia incrível, cheia de hippies e barraquinhas de artesanato por todos os lados.

Ah, como adoraria ficar ali por pelo menos uma noite, nas casinhas de frente ao mar! Com todo respeito à Punta del Diablo, se tivéssemos lido em algum blog que Valizas exibia tanta beleza, é A PRAIA, teríamos ido direto pra lá.

Mas como não rolou de ficar um pouco mais em Valizas, boralá para Cabo Polonio!


Veja mais

hospedagem barata em Valizas

Lembre-se, sempre filtre sua busca. Fique de olho nas promoções e
cancelamento grátis. Não deixe passar, reserve!


 

praia-valizas-uruguai-cabo-polonio
Praia de Valizas – Crédito: Lucas CN
valizas-cabo-polonio
Valizas – crédito: Lucas CN

 

– Cabo Polonio

cabo-polonio-uruguai
Cabo Polonio – Crédito: Lucas CN- Cabo Polonio

Por fim, o melhor: Cabo Polonio é o ”PICO” do Uruguai!

Entre os diversos pontos turísticos que visitamos, achamos que o Parque Nacional Cabo Polonio merece uma atenção especial, lugar incrível.

Custos do parque

– Entrada – 170 pesos / pessoa
– Estacionamento – 170 pesos / carro

Na entrada, esperamos uns 15 minutos pelo traslado que nos levou até a praia onde vivia a comunidade de Cabo Polonio: um vilarejo habitado por menos de 150 pessoas.

O caminho de ida foi radical. Pegamos muita chuva num caminhão 4×4. Sorte minha que, um pouco antes de cruzarmos a fronteira, comprei um tênis/bota nacional muito bom, estilo Timberland, que segurou toda a água e me manteve seco e disposto a continuar o role.

Assim que chegamos à praia, agradecemos a chuva. Graças a ela pudemos conhecer a comunidade em seu cenário mais perfeito e impressionante, com tempo fechado e um chuvisco. O irônico é que pesquisando fotos do local, encontramos apenas paisagens de sol, dunas, mar azul… e nenhum desses convidativos cenários conseguiu ser tão surreal quanto o céu encoberto.

Vale saber


 Não existem banco, caixas eletrônicos nem se quer cartão
– Aceitam dólares além de pesos uruguaios

 

Onde ficar

Se você pensa em passar à noite na vila, existem diversas casas que alugam quartos e até mesmo alguns hostels em poderá se hospedar. Acampar jamais, lembre-se que está dentro de área de preservação do parque nacional.

Cabo Polonio é o lugar perfeito para estar na sua rota ou mochilão. Tudo muito simples mas com muita riqueza e amor, sem dúvida!


Veja mais

hospedagem barata em Cabo Polonio

Lembre-se, sempre filtre sua busca. Fique de olho nas promoções e
cancelamento grátis. Não deixe passar, reserve!


 

transfer-4x4-cabo-polonio-uruguai
4×4 – Traslado Crédito: Lucas CN

cabo-polonio-uruguai
Praia Cabo Polonio – Crédito: Lucas CN
cabo-polonio-pueblo-uruguai
Vila de Cabo Polonio – Crédito: Lucas CN

 

O que fazer

A vila parecia um lugar totalmente deserto, mas as cores das casas, os grafites e toda a arte presente no local enchiam Capo Polonio de vida, tornando o lugar único.

Para nos aquecer fomos direto a um café – um dos únicos por lá -, onde, além da bebida quente, também comemos muito bem gastando bem pouco. Um lanche de milanesa e um omelete completo saíram por cerca de 200 UYU –  a nossa refeição mais barata em todo o Uruguai. 

Corpo quente, recuperarmos a energia e fomos até o farol de Cabo Polonio. A base rochosa do farol abriga centenas de leões marinhos.

Passamos umas 2 horas apenas admirando cenas que até então só tínhamos visto na NatGeo. Até pensamos em subir no Farol, o que de fato é uma boa opção, mas estava tão agradável embaixo que não sentimos a menor vontade de sair de lá.

Antes de voltar, do topo do caminhão que faz o traslado, conseguimos tempo para fotografar mais a cidade. Ainda em Cabo Polonio encontramos um grupo de argentinos e não deu outra: aquela coisa de sempre, Maradona x Pelé e blá blá blá. Mas tá valendo, sabemos quem é o melhor!

cabo-polonio-leao-marinho-farol-de-cabo-polinio
Farol de Cabo Polonio – Crédito: Lucas CN

cabo-polonio
Cabo Polonio – Crédito: Lucas CN 

 

Quando ir

A melhor poca para se visitar Cabo Polonio é o verão, de dezembro até março, mas é claro, correndo risco de pancadas de chuvas.

O leões marinho, que são as atrações principal de Cabo Polonio, podem ser visto o ano todo, mas durante a baixa temporada, além do frio e muito vento, muito dos comerciantes mantém suas portas fechadas.

Temperatura média
Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Sep Oct Nov Dez
°C 23 23 21 17 15 12 11 12 13 16 19 21
°F 73 73 70 63 59 54 52 54 55 61 66 70

                                                                                                                                                  @holiday_weather


Leia mais  

  Mochilão  Uruguai

→ La Paloma

→  Punta del Diablo

→ Chuí

→ Montevidéu


Compartilhar

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!