Dicas para despachar sua bike

 

despachar-bike
Embarcando no pedal – crédito: Fábio Gaspar

Nós criamos esse texto para ajudar você que está planejando despachar a bike no avião. Depois de muita pesquisa, despachamos a magrela do Brasil para a Europa para fazer o Caminho de Santiago de Compostela. Se por algum momento você achou que seria um transtorno embalar e despachar a bike, se enganou. É fácil demais da conta e a gente vai te contar tudo nesse post!

Embalando a bike

Para despachar a bike, primeiro é preciso desmontá-la e embalá-la. A melhor maneira de embalar é com alguma caixa de bicicleta nova. Por serem de papelão, são excelentes para transporte dentro do avião.

Dica

Você pode conseguir caixas de papelão em qualquer loja de bike, eles jogam diversas fora toda semana.

Guardar a “magrela” nessas caixas é muito fácil, basta tirar a roda dianteira e a mesa que fixa o guidom e pronto: a bike está devidamente desmontada e pronta para ser guardada junto com as outras coisas que servirão de proteção para o quadro contra pancadas e riscos. Vale lembrar que as caixas podem ser descartadas assim que chegar ao destino final, diminuindo assim o peso e o volume da bagagem ou um possível gasto com despacho do case (mala pra bikes).

→ Não se esqueça de esvaziar os pneus (exigência para despachar a bike).

Despachar a bike

Decidido que a viagem seria pela companhia aérea Ibéria, fomos descobrir quais os procedimentos feitos para despachar a bike. Primeiro encontramos no site deles o básico e necessário sobre bagagens especiais, no mais ficou por conta da empresa, já acostumada a levar e trazer bikes de bicigrinos que utilizam o serviço.

Ponto positivo – não cobraram taxas pelo equipamento esportivo (as coisas boas já estavam aparecendo antes de começar o caminho de Compostela). Além disso tivemos um bom suporte, os funcionários da empresa foram muito prestativos e gentis. 

Vale saber

Sua bike pode chegar em Pamplona em outro vôo, isso é comum já que a Ibéria limita o número de bicicletas despachadas por vôo. Mas não se estresse,  a empresa entrega a magrela assim que ela chega na porta do hostel / hotel onde você for passar a primeira noite.

 Saída e Chegada

Nós saímos de São Paulo com destino a Pamplona, mas o voo chega em Madrid. De Pamplona seguimos em uma van rateada com outros peregrinos rumo a França, especificamente Saint Jean Pied de Port, portal do Caminho de Santiago de Compostela.

É claro que nossas dicas foram específicas para o caminho de Santiago de Compostela (Brasil – São Paulo x Europa – Madri), mas podem ser adaptadas para qualquer outro destino do globo.

caminho-de-santiago-de-compostela-de-bike
Caminho de Santiago de Compostela de bike – crédito MMarçal
Dicas final

Para despachar a bike, embale muito bem e procure sempre no site da companhia aérea escolhida sobre os procedimentos de embarque de bagagem especial. Agora que você já tem as dicas principais para levar a magrela pra trip, não tem mais desculpa.  Boralá! 

Compartilhar

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!