Uruguai
clear sky
18 ° C
18 °
18 °
100%
1.5kmh
0%
Sun
24 °
Mon
24 °
Tue
25 °
Wed
24 °
Thu
23 °
como-gastar-pouco-pleo-uruguai
Roteiro do Mochilão, Uruguai – google maps

Dicas para Viajar gastando
pouco pelo Uruguai



O Uruguai é um país bem desenvolvido se comparado a outros países da América do Sul, e sua economia vai muito bem, obrigado.

Por conta disso, a nossa moeda – o real – não tem muita força na batalha de cambio. Só para ter uma ideia: R$10 reais é o equivalente a mais ou menos UYU 85 pesos uruguaios. Em 2014 quando fizemos nosso mochilão, um almoço no país custava em média de 220 até 600 pesos.

Um mochilão em terras celestes pode ser muito divertido, mas um pouco salgado para o nosso bolso se compararmos com o mesmo tempo de permanência em outros países sul-americanos como Bolívia, Peru até mesmo Argentina.

O estilo de turismo por lá é outro: lugar de praias calmas, cassinos, festas dentre outras atrações. Por isso, economizar pode ser uma saída, mas afirmamos que também é perfeitamente possível gastar pouco, e claro, se divertir muito!

Para provar isso, separamos 10 dicas essenciais e preciosas para você aproveitar o mochilão nas terras celestes gastando pouco.

 


Mais dicas

10 dicas para viajar gastando pouco
no mochilão pelo Uruguai

 

1 – Hospede-se em hostel

O Uruguai possui excelentes hostels, e ficar em um deles pode ajudar bastante no seu bolso durante sua trip, ainda mais se o orçamento estiver realmente limitado. Os quartos compartilhados são sempre uma boa saída e quanto mais camas, mais barato fica.

Você pode conferir alguns deles no site da Hostelworld.com, mas sempre pesquise na Booking.com. Embora alguns mochileiros não goste da booking (pois pensam que é caro), SEPRE tem ótimos descontos diários. Basta apenas filtra sua pesquisa. Confere lá! 

dicas-para-economizar-uruguai-hostel
El Viajero – crédito: Lucas CN

 

2 – Cozinhe no hostel  

Isso pode ajudar e muito a você gastar pouco durante a viagem. A ideia não é que você perca muito tempo na cozinha fazendo o rango, mas por exemplo, um dia ou outro, trocar um almoço ou uma janta em um restaurante por uma comida feita no hostel, pode ajudar a conter o seus gastos no fim da viagem e não te impede de experimentar a gastronomia local. 

 

3 – Milanesas e Empanadas

No Uruguai, as milanesas (frango ou bife empanado) são vendidas como as coxinhas aqui no Brasil. Uma milanesa custa em torno de 80 à 130 pesos uruguaios, elas são servidas dentro de um pão ou no prato com salada. Muito comum também são as empanadas, espécie de salgado de boteco pra gente.

Não é são as coisas mais saudáveis e saborosas para se comer, ainda mais onde a terra na qual está mochilando é famosa por boas carnes e asados (churrasco), mas o fato é que as milanesas e empanadas salvam bastante na hora da fome por conta do baixo valor.

gastando-pouco-para-comer-uruguai
Empanadas em Montevidéu – crédito: Claudia B

 

4 – Peça carona (hacer dedo)

Esse gesto não é tão comum quanto no Sul da Argentina e no Chile, mas mais comum que no Brasil seguramente é, então não tenha vergonha, estique o dedo. Vimos muitas pessoas pedindo e conseguindo carona para viajar pelas estradas do Uruguai. Nós vemos fizemos.

Com mais essa possibilidade, você pode fazer com que seu mochilão tenha mais aventura e se dispõe a fazer novas amizades. Assim uma nova pessoa fará parte da sua trip para completar todas as boas lembranças.

O gesto de gentileza gera gentileza, salva o dinheiro da passagem do busão.

 

5 – Aluguel de carro

Alugar um carro pode ser uma boa opção para conhecer diversos lugares sem a limitação de outros transportes como o ônibus.

Essa opção não é das mais baratas, e o preço da gasolina também não ajuda muito em diversos casos, mas se você estiver em mais de 3 pessoas já pode começar a vale a pena. Se estiver sozinho, procure outros mochileiros no hostel que tenham um roteiro parecido com o seu para dividir as despesas, afinal saem todos ganhando.

Para nós, foi uma mão na roda alugar um carro para visitar Cabo Polonio e o Forte de Santa Teresa onde estão diversas e imperdíveis praias.

 

6 – Pergunte o valor e calcule TUDO

Não se apresse para comprar nada, MUITO importante perguntar o valor das coisas, porque o mesmo produto costuma variar muito de um estabelecimento para outro. Não tenha pressa em comprar.

Calcular o valor de pesos uruguaios para o real também ajuda, pois como a moeda no Uruguai tem 3 dígitos e a do Brasil apenas 2, é muito fácil de se perder na conta rápida e, assim, acabar gastando demais ou mesmo deixar passar boas oportunidades de compra.

dicas-gastar-pouco-uruguai
Uruguai gastando pouco – crédito: Claudia B

 

7 – Procure um Centro Informação Turística  

Geralmente os centros de informações turísticas encontram-se no centro das cidades ou próximos a atrativos turísticos e rodoviárias. Aproveite o serviço e pegue o máximo de informações possível.

Boas dicas podem aparecer e isso pode lhe ajudar a salvar uns trocos na carteira. Dicas como um bom e barato supermercado para comprar alimentos, bares e restaurantes frequentados por pessoas locais e não apenas turistas, etc… Detalhes que fazem diferença no bolso.

8 – Truques e brincadeiras

Como o propósito de nossa viagem era o mochilão pela América do Sul, e não apenas no Uruguai, nós tivemos que arrumar uma maneira de economizar no dia a dia com coisas que gostamos, como por exemplo, tomar cervejas em um bom bar ou vendo o mar. Então, para isso, usamos a criatividade e inventamos alguns ”jogos”. Confere aí: 

– bebendo: Nós só bebemos cervejas local. Geralmente 3 de cada marca que encontrássemos no país. Café é outro carma em nossas vidas, só seria comprado com moedas de troco de outros produtos. Trocar uma nota alta para um café era “proibido”.

– comendo: Restaurantes: um bom por cidade e, no mínimo, uma refeição do dia deveria ser feita no hostel. Esse gesto foi essencial para gastar pouco.

E por aí vai, use sua imaginação para controlar os vícios das coisas boas dessa vida, isso fará você gastar pouco e ajudará no planejamento financeiro de sua viagem. Com nossas dicas, agora não há mais desculpas para adiar aquele mochilão que você vem pensando há meses. Coloque-as em prática!

free-cafe-el-voajero-uruguai-economizar
Café gratis no El Viajero – crédito: Lucas CN

9 – Couvert em restaurantes

Principalmente nas grande cidades do Uruguai como a capital, Montevidéu, Punta del Este e Colonia del Sacramento, é comum os restaurantes cobrarem couvert para se sentar nas mesas. É, isso mesmo, não para ouvir um artista como acontece no Brasil, mas apenas para se sentar, mesmo que você não consuma nada, apenas acompanhe alguém, é preciso pagar o couvert.

Alguns lugares cobram 10% e outros cobram valores fixos. Fique atento porque essa “surpresa” só vem mesmo na hora de pedir a conta, e como no Brasil não existe esse costume, nos dá uma leve irritada.

Repare nas palavras em letras miúdas no fim do cardápio que o detalhe estará escrito lá, mas, por via das dúvidas, pergunte antes.

10 – Planejamento

Planejar sua viagem, trocar informações em fóruns, comunidade de mochileiros no facebook com pessoas que estão com a mesma ideia ou acabaram de voltar de uma viagem pode ajudar você a gastar pouco na sua trip.

Saber mais ou menos qual cidade pretende ficar, onde ficar, qual meio de transporte usar para se chegar e os horários de tudo, são detalhes que podem ser planejados antes e vão lhe poupar transtornos e dores de cabeça futuras.

Uma viagem planejada, com roteiro montando pode te ajudar muito, não só no Uruguai, como em qualquer outra viagem que pense em fazer. Às vezes, um dia a mais em uma cidade, você só vai perder tempo e dinheiro, um dia que talvez pudesse estar aproveitando melhor em outro lugar, vendo outras coisas, otimizando seu tempo.

Uma ótima fonte de pesquisa claro, são os blogs de viagem. No site da ABBV e RBBV você encontrará muitos que poderão te ajudar a planejar todos esses detalhes.  

 

planejando como gastar pouco
Colonia del Sacramento – crédito: Lucas CN

 


Leia mais

  Mochilão  Uruguai


Mais dicas

 

Compartilhar

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!