Bonito – MS
Roteiro de 3 dias



 

Boralá pra Bonito? Sabe aquelas viagem de última hora? Mais um susto, menos um surto! Foi no susto que acabou dando certo a viagem para Bonito-MS, e sobre a brincadeira com as palavras, susto e surto, posso explicar,rs.

Em momento de grande estress no trabalho, surgir uma oportunidade de uma viagem rápida, porém intensa, é algo que nos livra de uma crise de nervos, não?

Bonito, é daqueles lugares que sempre me encantavam quando através de fotografias pela internet eu viajava. A cor das águas era oque me fazia querer muito conhecer o lugar, além da proximidade com fauna e flora do Pantanal.

Uma semana antes da partida, ocorreu a disponibilidade de ir na quinta e retornar na segunda-feira, portanto contávamos com 3 dias inteiros para curtir a Bonito.

Onde ficar

Chegamos a cidade na tarde de quinta-feira. Nos instalamos na Pousada Jarinu, que supriu nossa necessidade em conforto. Muito bem localizada e com bom atendimento da Sra Luíza, ali, foi nossa breve morada.

Como estávamos dois quarteirões da rua principal, pudemos, ainda na quinta-feira, conhecer alguns lugares como restaurantes e charmosas lojinhas que Bonito tem.


Veja mais

 hospedagem em Bonito

Lembre-se, sempre filtre sua busca. Fique de olho nas promoções e
cancelamento grátis. Não deixe passar, reserve!


Pousada Janiru – crédito: Lu Aria

 

O que fazer

Na sexta-feira, logo cedo, procurei a agência que virou parceira Bonito Way, que com sua equipe atenciosa me norteou com relação aos passeios, grau de dificuldade, distância entre um e outro, etc.

Como estávamos de carro alugado, desde Campo Grande, pudemos aproveitar muito o pouco tempo que dispunhamos. Entre grutas e esportes radicais, a calma dos baneários e a beleza do tão sonhado Pantanal, ali estávamos nós.

Nosso roteiro foi montado em meia hora e não poderia ter sido mais completo para 3 dias. A ideia era ver um pouco de tudo, e acho que fizemos bem!

Ainda na sexta-feira, dividimo-nos conforme nossos perfis. Meus pais estavam conosco na viagem e também o amigo e fotógrafo Joel.

Imaginem vocês, uma viagem com três diferentes interesses mas que foi perfeita!

1º dia 

  • Abismo Anhumas
  • Gruta Lagoa Azul
  • Bóia – Rio Formoso
  • Balneário Municipal

O mais radical, Joel, escolheu descer de rapel o famosos abismo Anhumas. O preço de tal atividade passa longe de ser algo acessível à maioria dos brasileiros. A beleza do lugar, aliada a adrenalina, fizeram com que o desembolso de 950,00 (2017) valesse a pena!

gruta-lago-azul-bonito-MS
Gruta Lago Azul – crédito: Lu aria
cavernas-bonito-MS-o-que-fazer
Cavernas de Bonito – crédito: Lu Aria

Em Bonito, a maioria dos passeios é tabelada, o que diferencia e muito é a maneira que as agências nos atendem. Enquanto acontecia o mais radical dos passeios, eu e meus pais escolhemos descer os 300 degraus para conhecermos a Gruta da Lagoa Azul.

Com uma estrutura muito boa na entrada, uma breve aula para entendermos da formação, ali pudemos comprar nossas águas antes de iniciarmos a pequena trilha que nos levou até a descida para a Gruta da Lagoa Azul.

A gruta é muito linda e suas águas azuis refletidas pela luz do sol, dão o toque especial nas fotografias. Preço do passeio R$ 50,00 (2017)

No período da tarde, eu fui para o passeio de bote fazer as quedas d’água de boia. Muito bacana o passeio pelo Rio Formoso. Suas águas claras e quedas nos proporcionam um passeio incrível em seus 6km de extensão.

Bonito – crédito: Lu Aria
balneario-municipal-bonito-MS
Balneário municipal – crédito: Cristina Aria

Eu, curtindo a queda d’água, e meus pais no Balneário Municipal entre macaquinhos e inúmeros peixes, numa sombra em uma de suas lanchonetes. O valor da entrada foi de R$ 30,00 (2017).

E assim foi o resto da tarde, pelos atrativos da cidade de Bonito. Ao final do dia, reunimo-nos para um churrasquinho com os novos amigos que fizemos na pousada Jarinu.

2º dia

  • Fazenda San Francisco – Passeio ao Pantanal, Miranda – MS

Acordamos muito cedo para que pudéssemos viajar os 170 km até a fazenda em Miranda com tranquilidade e claro, para conhecermos a fauna e flora pantaneira.

A estrutura da fazenda é algo impressionante. Num primeiro momento, saímos fazer um safári pelas terras da fazenda que tem aproximadamente 15.000 hectares. Nesse passeio, avistamos muitas capivaras, cobras, jacarés, tuiuius, veados pantaneiros e emas.

safaria-fazendo-miranda-bonito-mato-grosso-do-sul
Safari – crédito: Lu Aria
vida-selvagem-pantanal-MS
Pantal, MS – crédito: Lu Aria

Após o primeiro passeio, fomos almoçar no restaurante da fazenda que já estava inclusa no valor que pagamos. Comida boa e mesa farta!

Depois da piscina, siesta, sombra e água fresca, as 14 partimos rumo ao passeio de chalana pelo rio Miranda. Eu particularmente adoro estar em lugares que tem água, mesmo com tantos jacarés. rs.

No retorno, foi oferecido um café da tarde antes que pegássemos a estrada de volta para Bonito. Chegamos exaustos, mas felizes pela experiência. Preço do day use: 210,00 (2017) com almoço!

roteiro-passeio-barco-pantanal-miranda
Chalana / Faz San Francisco – crédito: Lu Aria
jacare-pantanal-bonito-miranda
Jacaré Faz. San Francisco – crédito: Lu Aria

3º dia

  • Flutuação no Rio Sucuri 

Estar em Bonito e não fazer uma flutuação é o mesmo que ir a Paris e não visitar a torre Eiffel.Nós tínhamos duas opções, assim com você também terá, fazer flutação no rio Sucuri ou no rio da Prata.

Escolhemos o Rio Sucuri pela fama de rio mais cristalino do Brasil e terceiro do mundo. O Rio da Prata, também cristalino, é famoso por abriga diversas espécies e um grande número de peixes.

Para quem escolhe o rio da Prata, tem a chance conhecer também o Buraco das Araras, que fica nas proximidades da cidade de Jardim e na mesma rota.

A recepção fica em uma fazenda que oferece e com roupa adequada e instruções do rio e com relação ao uso da máscara e snorkel. Um outro veículo leva a gente até o ponto de partida e nos pega rio a baixo.

Descemos maravilhados com a limpidez das águas, seguimos o curso do rio sem perder sequer um lance daquilo que acontecia dentro dele. O valor da flutuação foi de 168,00 (2017)

No período da tarde, voltamos ao Balneário Municipal para curtirmos um pouquinho mais do que a cidade de Bonito tem de mais convenente para oferecer. Já em nossa última noite, fomos ao centro, passeamos na praça, fomos em charmosas lojas.

flutuacao-rio-sucuri-bonito-MS
Rio Sucuri – crédito: Cristina Aria
agua-cristalinas-rio-sucuri
Rio Sucuri – crédito: Lu Aria

Onde comer

Aliás, bons restaurantes existem em Bonito. Sugerimos o charmoso Restaurante do João, a comida gostosa e típica da Joanita e o ambiente e porções do Taboa Bar. Há opções mais acessíveis com relação aos preços no entorno da movimentada praça principal, seja nas barraquinhas ou nos restaurantes que ali estão.

Quando ir

Nós fomos durante o inverno, dias extremamente quente com uma noite mais fresca, quase fri. Porém é também a época da seca, quando is rios estão com mais peixes e a águas mais cristalinas.

No verão o calor é extremo de noite e de dia, mas por conta das chuvas, as águas podem estar mais turvas. Se for em época de feriado, principalmente carnaval, reserve o quanto antes, e claro, prepare o bolso. Bonito é lindo, mas pode ser também caro.

 


Leia mais


niagara-falls-canada-night
Leia mais
canion-do-xingo
Leia mais
jalapao-tocantins-fervedouro
Leia mais
roteiro-rn-natal-extremoz-maracajau
Leia mais
botucatu-terra-da-aventura
Leia mais
rota-cerveja-artesanal-canada
Leia mais

 

Viajante desde dez. de 2006, já carimbou 4 dos 5 continentes. Tem alguns hobbies como a fotografia, a gastronomia, a vida off-road e curte a pegada de natureza, lugares exóticos e turismo social. Sempre de malas prontas, não perde uma oportunidade de sair por aí!

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!