Turismo Botucatu – SP
Terra da Aventura!!



que coisa boa é poder apresentar Botucatu, minha cidade natal!

Sendo natural de Botucatu, estou contente por poder falar da cidade onde cresci, rodeado pela grandiosa natureza da região. Botuca, maneira como nós a chamamos, teve grande influência em minha vida como turismólogo.

Botucatu, era conhecida antigamente por ”A Cidade dos Bons Ares”, e está agora aparecendo no cenário turístico como ”Terra da Aventura”. Que orgulho!

Vale saber

A Cuesta é um tipo de relevo que se eleva sobre o solo em ”degraus” até mil metros de altura – no caso de Botucatu na casa dos 900mts -, formando grandes paredões e no topo uma área mais plana, diferente das serras

O apelido de bons ares veio pela ótima qualidade do ar no Alto da Cuesta, mas na verdade foram os índios que assim apelidaram a região. A palavra tem sua origem no tupi-guarani “Ybytu Katu” = “Bons Ares”.

Já terra da aventura foi conquistado graças ao riquíssimo relevo e as belas paisagens da Cuesta de Botucatu. Relevo este que nos favorece no âmbito natural: são mais de 100 cachoeiras, diversos mirantes, picos, muita lama para jipes, bikes quadriciclos, etc.

Para manter a sustentabilidade da região e de seus atrativos, foi criado o Polo Cuesta, um polo turístico que abrange as cidades de Botucatu, Pardinho, Bofete, Anhenbi, Itatinga, Avaré entre outras mais.

cuesta-de-botucatu
Cuesta de Botucatu – crédito: Gui Pilan

Como chegar

Como chegar em Botucatu? Muito fácil!

Localizada a 225km da capital do estado de São Paulo, o acesso é fácil pela Rodovia Castelo Branco. O tempo de viagem varia, tudo depende do dia da semana e do horário de partida, pode levar de duas até quatro, cinco horas (se planeje bem antes de sair). 

Já para que vem do interior do estado, a sugestão a estrada Marechal Rondon.

O Barco vem sendo uma outra opção de chegada à cidade para quem vem de Barra Bonita, Piracicaba e outras cidades que tem rios navegáveis. 

A parada acontece, na verdade, no Rio Bonito, lugar onde encontram-se os ranchos à beira do Rio Tietê. Pra ser mais preciso, os barcos geralmente atracam na Toca do Jacaré, bar que ficou famoso Tietê a fora.

Por mais difícil que seja de acreditar, o rio é limpo e próprio para o banho e pesca. 

Onde ficar

Dentro da cidade, bem localizado, a opção é o hostel Ecocuesta. Localizado perto da Fazenda Lageado (UNESP), conta com alguns bares, restaurantes e supermercados próximos, além de ter garagem, seguraça, WiFi e diversos parceiros, inclusive outras pousadas.

Para quem prefere algo mais rural, se for um grupo com mais de 20 pessoas, recomendamos a pousada Café Somé, localizada na Demétria – mapa – , ótimo lugar para entrar em total harmonia com a natureza.


Veja mais

→ hospedagem em Botucatu 

Lembre-se, sempre filtre sua busca. Fique de olho nas promoções e
cancelamento grátis. Não deixe passar, reserve!


Onde comer

Essa lista é grande, Botucatu tem ótimos restaurantes com comidas tipicamente caipiras, além da culinária alemã, que também está presente na cidade pela influência de uma colônia do país europeu localizada na Demétria.

Os bons restaurantes estão mais afastados do centro da cidade e mais próximos de atrativos em meio a natureza. Pra você que gosta de comida caipira e bem feita, seguem algumas dicas de onde comer (BEM) em Botucatu.

– Restaurantes:

  • Sinhô Sinhá – mapa – Localizado em Rubiáo Jr., ótima comida, especialides em frutos do mar, possui uma grande variedade de cervejas artesanais.
  • Celeiro – mapa – Localizado na Demétri, tem como carro chefe carne argentina e blues ou jazz aos sábados à partir das 17:00 hs.
  • Emporio Stamtisch – mapa – Localizado na Demétri, opção de comida típica alemã e claro, cerveja! Rock and roll ao vivo às segundas.
  • Estância Jacutinga – mapa – Localizada no pé da cuesta, serve comida caipira à vontade e conta também com pousada rural e animais exóticos.
  • Cantina Bela Vista – mapa – Localizado na cuesta, comida caseira, lugar simples, vida de sítio

 

restaurante-botucatu-cuesta-sinho-sinha
Restaurante Sinhô Sinhá – crédito: Sinhô Sinhá

Lendas

A região da cuesta é também muito famosa por suas lendas, folclores e mistérios.

Em Botucatu é comum ver a figura do Saci-Pererê por todas as partes (a cidade possui uma fazenda deles), e  por lá passa o Caminho do Peabiru, ou caminho Inca, até o Atlântico.

Já nas 3 pedras, – grande ponto turístico da região (capa) – que na verdade é o pé de um ”Gigante Adormecido”, muitas pessoas juram ter visto luzes estranhas, aparições de Ovins, sem falar nos contos sumérios do Frei Fidelis.

Quer saber mais sobre as lendas da região?



gigante-adormecido-cuesta-botucatu-três-pedras
Gigante Adormecido – crédito: Gui Pilan

 

– Botucatu, SP – Terra da Aventura

O que fazer

Bom, se a lista de onde comer já foi grande, a do que fazer em Botucatu é ainda maior.

Para quem é de fora, pode confiar no serviço dos nossos amigos do receptivo Ecocuesta. Passeios com segurança e conhecimento local. O Guto, um guia local apaixonado pelo que faz, promete grandes momentos de aventura na terra do Saci.

A lista de atrativos turísticos em Botuca é grande e diversificada, o que nos coloca lado a lado com grandes nomes e referências em ecoturismo estadual como Brotas, Socorro, Itararé. As atividades vão de históricas, culturais e principalmente radicais.

Com dezenas de cachoeiras como atrativos, locais e agora turistas regionais estão aproveitando de suas águas para banho e rapel. Muitas das cachoeiras são também destino de quem pedala. Inúmeras trilhas cortam a região explorando o que a Cuesta de Botucatu tem de melhor.

Porém não é só para os amantes de bike esse privilégio, trilhas off road para os que gostam de lamas em jipes e motos. Impossível não enlouquecer com tanta oferta em meio a natureza na regiãi da cuesta de Botucatu. No link a baixo detalhemos mais sobre as atividades para curtir a região.



Agradecimento à Luciana de Andrade da secretaria de turismo e minha amiga Lu Aria, ambas camisa 10 no quesito conhecimento e receptivo de Botucatu e ao amigo Gui Pilan pelas fotos. À todos, Obrigado! 

foto da capa: Walter Contessotti Junior

 


Leia mais


niagara-falls-canada-night
Leia mais
canion-do-xingo
Leia mais
jalapao-tocantins-fervedouro
Leia mais
roteiro-rn-natal-extremoz-maracajau
Leia mais
litoral-praias-paraiba
Leia mais
rota-cerveja-artesanal-canada
Leia mais

 

Turismólogo de profissão, Lucas é o faz de tudo no Boralá (inclusive escrever em 3ª pessoa, rs), desde montar o site, otimizar os texto, tratar cada foto, mídia social etc... Lucas se diverte criando, escrevendo e claro, viajando.

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!