Pela ruas de Paris
Gastronomia francesa



 

Sabemos que em qualquer destino sempre há algo peculiar, único e diferente para comer e que muitas vezes traz fama para o lugar. Alguns lugarejos ficam conhecidos pela iguaria gastronômica que oferece, mesmo que essa seja muito simples mas ”caia no gosto” do visitante.

Já outros destinos carregam a responsabilidade de oferecer os melhores e mais sofisticados pratos. Como aqui falarei da França, a sofisticação estará presente inclusive nas imagens, pois aquele pessoal lá sabe bem oque é uma boa apresentação de prato.

Nessa viagem à Europa, Paris foi escolhida como mais um destino exatamente por ser a ”Meca” do comer bem, do comer ”bonito”. Gosto muito de cozinhar para os amigos e para a sorte deles (eu espero, rs) já ofereci algumas das coisas que experimentei pelas viagens da vida.

culinária-francesa
Culinária francesa – crédito: Lu Aria
delicia-culinaria-francesa
Delicias francesas – crédito: Lu Aria

Um amigo chef de cozinha me acompanhou nessa aventura parisiense. Nós até arriscamos, mesmo sem saber nada do francês, na realização de um curso rápido oferecido pela Cordon Bleu, desses que ensinam um único prato, mas que fazem você entender o real sentido de estar no lugar certo para a coisa certa.

A regra entre nós era a seguinte, faça aquilo que os colegas de curso fizerem. Ria se eles rirem e faça cara de paisagem quando estiver a beira de um ataque de nervos por não entender bolhufas daquilo que o professor fala.

aulas-gastronomia-paris-cordon-bleu
Aulas de gastronomia – crédito: Lu Aria
escola-gastronomia-cordon-bleu
Escola Cordon Bleu – crédito: Lu Aria

E lá estávamos nós, em mais essa aventura que deu tudo certo no final. Ao concluir, a própria escola vende os utensílios de cozinha em uma loja bem interessante. Essa foi nossa passagem pelo curso de gastronomia em Paris, mas os sabores parisienses estão por todos os lados.

Ao caminhar pelas ruas da romântica capital francesa, as vitrines da Champs Elysès (famosa avenida que expõe todo luxo que o turista procura conhecer), não deixam para trás as vitrines das charmosas boulangeries (padarias) e restaurantes que via pelo caminho.

Vale ressaltar que foi em Paris que comi o melhor queijo cammenbert da minha vida, detalhe, a preço de muçarela.

Para se ter uma ideia, o respeito pela culinária local é tanto, que ao entrar em uma das lojas de queijos com um refrigerante na mãos, o vendedor veio e numa brincadeira tirou a lata de mim e colocou um vinho para a foto não sair “feia”.

queijos-franceses-paris
Queijos franceses – crédito: Luciana Andrade
loja-queijos-paris-franca
Loja de queijos, Paris – crédito: Lu Aria
sobremesas-francesas-paris
Sobremesas de padarias – crédito: Lu aria

As feiras livres, feiras de rua, são uma atração a parte! Como fiquei hospedada em um bairro residencial um pouco distante do centro, pude participar do cotidiano dos franceses que saem do trabalho e colocam suas baguetes sob as axilas, passam por essas feiras e voltam para casa depois de um dia cheio.

As feiras tem desde de coisas estranhas como frutos do mar vivos, frango inteiro depenado com cabeça intacta até queijos maravilhosos, pães, vinhos, doces, especiarias e frutas. Uma riqueza para conferir!

E como passar por Paris e não provar os scargots? Vamos lá, tome coragem e no 3 jogue-se! Eu gostei mesmo. É interessante que quando se fala em cozinha francesa, a primeira coisa que vem a cabeça é a tal da “lesma” que eu recomendo.

Enfim, pensando em uma viagem mais econômica até a cidade de Paris, você também terá opções de comer bem, desde os crepes franceses vendidos nas esquinas, às vitrines de grandes supermercados que também convidam a conhecer a culinária tão comentada.

escargots-paris-franca
Escargots parisienses – crédito: Lu Aria
peixaria-paris-francesa
Peixaria, Paris – crédito: Lu Aria
frutos-do-mar-paris-franca
Frutos do mar – crédito: Lu Aria
feira-livre-paris
Feira livre, Paris – crédito: Lu Aria

Já com mais recursos, não deixe de conhecer os bistrôs e restaurantes a beira do Rio Sena e nas proximidades de um dos pontos turísticos mais visitados do mundo “La Tour Eiffel”.

Despedimo-nos aqui, com essa fotografia da torre mais iluminada do mundo e com a informação que esse post foi realizado em duas etapas, pois deu uma fome danada no meio dele.

tour-eiffel-paris
Tour Eiffel – crédito: Lu Aria

Leia mais


barcelona-espanha-europa
Leia mais
munich-em-um-dia
Leia mais
senhas-wifi-aeroporto-mundo
Leia mais
chicago-em-um-dia
Leia mais
estocolmo-suecia-escandinavia
Leia mais
cervejaria-brooklyn-brewery
Leia mais

 

 

Viajante desde dez. de 2006, já carimbou 4 dos 5 continentes. Tem alguns hobbies como a fotografia, a gastronomia, a vida off-road e curte a pegada de natureza, lugares exóticos e turismo social. Sempre de malas prontas, não perde uma oportunidade de sair por aí!

Deixe sua crítica, comentário e mais DICAS se tiver. BORALÁ!!